Translator

sexta-feira, 12 de julho de 2013

PIANISTA PORTUGUÊS ACTUOU, 2003, EM BANGUECOQUE



PIANISTA PORTUGUÊS EM CONCERTO
Banguecoque - Tailândia

 
José Azevedo de Souza, pianista português, actuou como solista em 12 de Dezembro no Teatro Nacional da Tailândia, em Banguecoque, acompanhado pela “Orquestra Sinfónica Nacional” da Tailândia, conduzida pelo maestro, tailandês, Potavanich, perante uma assistência que preenchia três terços da lotação da mais antiga e selecta casa de espectáculos, da capital tailandesa e construída no princípio do século passado, durante o Reinado de Rama VI ( S.M. o Rei Vajiravudh) para a realização, principalmente, de eventos culturais de raizes siamesas.

 
O concerto de Azevedo de Souza, esteve inserido no programa de actividades culturais realizados em honra de S. M. o Rei Tailândia, Bhumibol Adulyadej, na celebração do seu aniversário, 76 anos ( 5 de Dezembro) e 57 de reinado que o torna o monarca, entres os seus contemporâneos no mundo, com a mais longa intronização.

 
A exibição de Azevedo de Souza na Tailândia teve o patrocínio da “Fundação Oriente”, que durante já vários anos tem contribuído para que artistas portugueses demonstrem a sua arte, em salas de Banguecoque e, entre estes se contam o famoso guitarrista António Chainho e a cantora Marta Dias que há três anos actuaram no “Centro Cultural da Tailândia”.

 
O Embaixador de Portugal João de Lima Pimentel, dado a outros compromissos, agendados, antes do convite lhe fora feito para assistir ao concerto de Azevedo de Souza, representou a Missão Diplomática portuguesa, na capital tailandesa, o diplomata de carreira e o número dois da Embaixada, Jorge Marcos que depois do concerto de música clássica entregou ramos de flores, debaixo dos aplausos do público, ao pianista português, ao compositor Narongrit Dhamabutra e à harpista Eleri Darkins.

.
“Curriculum” de Azevedo de Souza:
Nasceu em Banguecoque, na altura em que o pai José de Souza era vice-Cônsul na Embaixada de Portugal em Banguecoque. A sua vocação musical foi uma intuição que lhe surge, naturalmente, em idade de criança. Começou a familiar-se com as teclas do piano aos três anos de idade. 

 
Em 1981, o pai seguindo o conselho de um professor inglês, decidiu inscrever o filho na “Escola de Música Purcell”, em Londres. Em 1985 no “Festival de Música de Londres” ganhou o segundo prémio do certame.
.
O Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Dr. Azeredo Perdigão, numa viagem ao Oriente e passagem por Banguecoque, acompanhada de sua esposa Dr.ª Madalena Perdigão e, analisando as aptidões, do jovem, para o mundo da música concede-lhe uma Bolsa e parte, novamente para a Inglaterra no ano de 1986, onde irá aperfeiçoar as aptidões musicais de pianista e compositor.
 .
 
Numa curta presença, de férias, em Banguecoque, dá o seu primeiro concerto de piano a solo, no famoso Hotel Oriental, durante um festival de gastronomia portuguesa, em 1987, para um público ligado ao meio musical, artes e letras e diplomacia, acreditada, no Reino da Tailândia. Interpretou Chopin e a sua actuação mereceu a melhor crítica e elogios da imprensa especializada  de Banguecoque, quando a idade do pianista era, apenas, de 18 anos.

 
Regressa de Inglaterra a Banguecoque, em 1990,  com a licenciatura, em “piano forte” e o diploma concedido pelo “Colégio de Música Trinity” e, profissionalmente, inicia a sua carreira musical como professor de piano e compositor.
.
De imediato foi convidado para coordenador da “ Orquestra Sinfónica de Banguecoque” onde por dois anos é solista em espectáculos, clássicos, na Tailândia. Durante os seus concertos, na Tailândia, de 1990 a 1993 a crítica foi-lhe sempre favorável. Na capital tailandesa e durante “Festival de Novos Músicos (2001) Azevedo de Souza é achado pela crítica: “Seguro, intuitivo, lírico e muito forte nos sons”.
 
O prestigioso diário “Bangkok Post”:
“Salvou a graça do festival, grande individualismo, inovador e corajoso na construção e conjugação, harmoniosa, dos sons das teclas do piano que esmaga e que denuncia, com transparência, o conteúdo das notas musicais da pauta que umas vezes as transporta ao ouvido de quem as escuta, melodiosas e outras vezes, fortes e arrebatadoras”.
 
Azevedo de Souza, ao longo da sua carreira actuou:
- Gravou para a RTPi para ser difundido mais tarde pelas Comunidades Portuguesas no espalhadas pelo Mundo;
- Gravação de um CD rom de música contemporânea;
- Actuou ao vivo na Radio Europa;
- Em Inglaterra no “ Maidenhead Festival de Música & Dance (2000);
-No Festival Internacional de Artes, Portugal (2000) foi galhardoado com o Diploma de
  Mérito;
- Tardes Musicais do CRS (2001- 2002);
- Festival Internacional e Cursos (2003);
- Festival Internacional de Nova Música de Banguecoque (2001);
- Exibiu-se na Suiça, Nova Zelândia, Alemanha, Filipinas, Bulgária, Bélgica, Checlosváquia, França, Dinamarca, Holanda, Noruega, Espanha, Estados Unidos, Escócia, Japão, Austrália e outros países.
 
Azevedo de Souza além de sua carreira de pianista, brilhante, com residência, fixa em Portugal é professor de piano, em Lisboa e no “Conservatório Regional de Setúbal".
.
Casado com Wannaporn, uma jovem bonita e elegante senhora, tailandesa, a exercer funções  de secretária do Embaixador da Tailândia, acreditado, em Portugal.
.
Ao Zé de Souza, que conheço desde criança, em Banguecoque, desejo-me as maiores ventures êxitos dentro da carreira de pianista e musical que abraçou.
José Martins
Dezembro/2003