Translator

terça-feira, 25 de junho de 2013

A RAINHA SURIYOTHAI



O filme épico  conta o heroísmo da Raínha Suriyothai que em meados do século XVI, toma o comando o exército do Reino de Ayuthaya, após o seu real esposo ter sucumbido durante a peleja, contra as forças invasadoras do reino de Pegú (Birmânia). Foi graças aos relatos de Fernão Mendes Pinto na sua Obra Peregrinação e,  possivelmente transmitidos pelo luso Domingos Seixas que estivera, como soldado, ao serviço da Corôa siamesa durante 23 anos.
.
A produção do filme com mais de três horas de exibição é uma Obra prima do Princípe Chatrichalerm Yukol onde consegue trazer para a tela o esplendor da cidade de Ayuthaya, os usos e costumes da época, as batalhas onde os elefantes são as verdadeiras máqui-nas de guerra, as armas cujas estas  tinham sido, há pouco mais de 20  anos, introduzidas pelos portugueses.
.
São os portugueses que ensinam o manejo dessas mesmas armas e que transformam o sistema obsoleto e rudimentar de defesa da época.

.
A Inauguração da extraordinária obra prima do cinema tailandês, teve lugar na mais ampla e elegante sala de espectáculos da capital tailandesa no dia 15 de Agosto de 2001, onde entre as centenas de convidados, presentes princesas reais, gente ligada à cultura, arte e social a todos o níveis da Tailândia e a diplomacia acreditada em Banguecoque.
.
Portugal esteve representado pelo Embaixador José Tadeu Soares e com ele,como seu convidado, o jornalista da SIC Carlos Cruz, acompanhado de sua jovem e bonita Mulher, Raquel Rocheta que recentemente casaram na Tailândia, dentro do rito tradicional da cerimónia tailandesa e depois lavrado o registo do matrimónio na Secção Consular da Embaixada de Portugal, em Banguecoque, seguindo a  lua de mel no inolvidável “País dos Sorrisos”.
 
.
O filme custou 400 milhões de baht tailandese que em dólares americanos, produzem o montante de 9 milhões. As bilheteiras no primeiro dia de abertas ao público,  para o dias 17 e 18 de Agosto venderam 100.000 bilhetes  (cerca 600 escudos por unidade).
.
A empresa produtora  Prommitr Production http://www.suriyothai.mweb.co.th tem negociações, avançadas, com três potencias distribuidoras, multinacionais, de Hollyood, outras da Alemanha, França e países da Ásia.  Foi também já contactada,preliminarmente por outras companhias do mundo.
.
.
De Portugal e Brasil ainda não existem contactos e, segundo um porta voz da produtora, informou-me, na noite da Gala da apresentação dos actores e actrizes intervenientes na super produção e exibição que estaria interessada em que  nestes dois países irmãos a História da Rainha Suriyothai fosse conhecida. Aqui fica o alvitre aos interessados na representação do filme.
.
Brevemente vai ser inserida na página AQUIMARIA o deselvolvimento da história com ilustrações.
José Martins
Suriyo6.jpg (19990 bytes) Suriyo7.jpg (26188 bytes) Suriyo8.jpg (41066 bytes) Suriyo9.jpg (33176 bytes)