Translator

sexta-feira, 25 de julho de 2008

UMA EXPLICAÇÃO.

A continuação da peça abaixo descrita, quedar-se-á parada, possivelmente até principio do mês de Outubro. A razão é que em Portugal, de momento, parte da população encontra-se de férias e não ter a oportunidade ler a continuação da história, "Meandros da Diplomacia", que fora abruptamente interrompida na décima terceira parte, em 11 de Março do ano corrente. A razão dessa paragem foi porque fui ameaçado de "medos" e as consequências que poderiam cair em cima da minha cabeça se continuasse a história. Ora essas ameaças, muito bem engendradas só poderiam ter partido de alguém que via as suas ambições, interceiras, goradas e os seus projectos irem pela corrente do rio das ilusões de seus interesses. Numa noite e no meu dormir de homem justo, junto à margem do Rio Kwai, fui acordado e, aconselhado para que parasse de escrever os "Meandros da Diplomacia" http://aquitailandia.blogspot.com/2008/03/meandros-da-diplomacia-na-embaixada-de_11.html porque poderia vir a sofrer as consequências. As informações chegadas de um amigo meu, jovem e inocente, foi aproveitado para me transmitir os "medos" e as ameaças. Não vou por ora nomear nomes daqueles que suspeito estarem envolvidos . Os "Meandros da Diplomacia" é um relato de história e de vida de um homem, que sou eu, que conheceu sete embaixadores e serviu seis. Evidentemente que vou apontar os erros a uns e enaltecer outros que construiram algo. Por último não vou levantar falsos testemunhos a ninguém, mas também não vou encobrir ou mandar "ramos de flores" aos que praticaram actos menos bons. Um homem com 73 anos e sete meses tem necessidade de atirar fora de si o bom, o mau e o feio e aquilo que se haja passado na Embaixada de Portugal em Banguecoque durante os 188 anos que na Tailândia se encontra acreditada, diplomaticamente. Portugal foi o primeiro país da Europa a conhecer, há 497 ano, este Reino.
José Martins

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá José.
Este parece-me ser um tema algo polémico. Hoje em dia, a google reserva-se já o direito a apagar blogs sem aviso prévio, se o conteúdo visar alguém dito mais importante.
Eu sou da opinião que cada um é livre de dizer o que pensa e como é óbvio, de o publicar, desde que isso não prejudique ninguém.
Havendo ameaças é complicado!
Um beijinho e vá passando no meu cantinho da fotografia :)

Jose Martins disse...

Olá Cila,
Muito obrigado pelo seu comentário.

Claro que a minha intenção não é prejudicar seja quem for e levantar falsos testemunhos.

Apenas contar uma história de vida.

Eu sei que pode acontecer a este blog igual ao "povoaonline" que foi apagado e os autores (anónimos) acabaram por lançar outro "povoaoffline" na linha bloguista.

Mas se a Google começar apagar blogues, cerca de 50%, a circular em Portugal, terão esse destino...

Eles visam nomes, criticam, acusam as mais "gradas" figuras da arena política da praça Portugal.

Serenamente aguardamos e estamos preparados para aquilo que possa acontecer ao Maquiavelices e a nós próprios.

O tempo dos medos já lá vai, mas nos dias que correm, anda caminha por aí gente que dentro deles ainda vive o espírito da censura e o de serem "beliscados".

Nunca fui pessoa de esperar à porta e outros devassarem a horta.

Abraço amigo
José Martins